Cotidiano

Escute de verdade e salve uma vida

– Tempo de leitura: 2 minutos
0 0 votos
Avalie esse texto

Uma história real para lá de especial contando sobre como o uso do Grok pode até salvar vidas. O relato foi divulgado pelas criadoras americanas do Jogo Grok em seu blog, em inglês.

Este mês, compartilhamos esta história real para demonstrar o poder de apenas escutar os sentimentos e as necessidades das pessoas ao nosso redor. Em dezembro, um pai militar recebeu um GROK como presente de seu empregador. Depois de usar as cartas pela primeira vez, ele escreveu a seguinte história, que nos foi encaminhada:

Minha filha de 17 anos convidou seu namorado—um cara muito legal—e eu propus para tentarmos usar as cartas de sentimentos e necessidades. Eu não tinha olhado o jogo antes, então não tinha ideia do que esperar, mas nos divertimos muito.

Começamos com o baralho de necessidades e jogamos algumas rodadas, fazendo a forma de jogar “Necessidade principal”. Foi um desafio e foi interessante ver como as necessidades da minha filha de 17 anos diferem das minhas. É surpreendente saber que no topo das suas listas estavam “liberdade” e “independência”? Isso criou uma conversa interessante que nunca teria ocorrido sem as cartas!

Então decidimos brincar de charadas com as cartas de sentimentos e tentamos fazer as pessoas adivinharem um sentimento que expressamos apenas usando nossos rostos e corpos. “Encantado” X “feliz” foi bastante desafiador, mas cara, quanto nós rimos. O namorado não sabia que charadas é para ser jogado sem falar, o que achamos muito engraçado e iremos lembrá-lo desse detalhe por muito tempo ainda!

Além da diversão que tivemos, quero que você saiba que jogar este jogo possivelmente salvou uma vida. Porque estávamos comunicando sentimentos e necessidades, e compartilhando profundamente sobre as coisas—sem eu ficar preso no papel de pai e crítico—os jovens se abriram e me contaram sobre um de seus amigos que eles achavam que estava com ideação suicida.

Conversei com eles por algum tempo e os convenci de que era importante que a mãe desse amigo fosse informada, então eles ligaram para ela. A mãe chamou a polícia, que veio imediatamente. O amigo deles de fato planejava se matar naquela noite!

Por causa desse jogo, acho que fizemos uma grande diferença na vida desse amigo. Também consegui conversar com a mãe e escutá-la. Estou torcendo para que ela consiga conversar com seu filho. Estou impressionado com o resultado da noite e fico pensando no que teria acontecido se eu não tivesse tido as cartas! Obrigado por esse jogo muito bem pensado, MUITO útil e até divertido—vou usá-lo com frequência.

Nesta estação do ano e com todos os desafios que nos cercam, nunca podemos prever que milagres ou curas podem acontecer quando dedicamos tempo para realmente ESCUTAR o que importa para aqueles ao nosso redor.

Que o novo ano lhe traga boas energias, bem como oportunidades para uma escuta profunda,

Christine, Jean e Claire


Tradução livre e com autorização da autora, do artigo “Listen deeplysave a life”, publicado originalmente em inglês por Christine King. Disponível na íntegra aqui.

Tradução gentilmente oferecida pela Colibri. Ao copiar fragmentos do texto, cite a fonte.

0 0 votos
Avalie esse texto
Deixe seu comentário e interaja com a gente!
Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas mídias sociais!
Compartilhe
Christine King (tradução por Laura Claessens)

Christine King (tradução por Laura Claessens)

Christine King é treinadora certificada em Comunicação Não Violenta (CNV) e instrutora universitária aposentada que ministrou cursos sobre transformação. Atualmente, a maior parte do tempo é dedicada a ser avó, jardinagem, natação, canoagem, viagens e promoção de empatia com o GROK Games que ela cocriou com a treinadora de CNV, Jean Morrison. Ela mora na área da baía de São Francisco, EUA.
Assinar
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários