Percurso

Comunicação Não Violenta no trabalho - Quinta à noite

um percurso de 9 encontros online e ao vivo, com um total de 31h, para te apoiar na integração da CNV em seu cotidiano profissional

Comunicação Não Violenta no trabalho - Quinta à noite

Para quem é indicado esse percurso?

Indicado para pessoas de qualquer cargo dentro de uma organização, e para todo tipo de organização. Afinal, acreditamos que cada pessoa pode viver a empatia e a CNV a partir do lugar que ocupa, reconhecendo os limites e dificuldades inerentes a esse lugar e agindo de forma consciente.

Quando?

Parte 1 (3 encontros)

📅 10 (seg), 12 (qua) e 14 (sex) de maio


⏳ 18h30 às 22h30 (noite)

Parte 2 (6 encontros)

📅 toda quinta, de 20/05 a 24/06


⏳ 18h30 às 22h30 (noite)

Se quinta à noite não é um bom horário para você, inscreva-se para a turma de sábado de manhã.

E, antes de prosseguir... um comunicado importante!

Acreditamos que você já tem as qualidades necessárias para ter uma comunicação mais empática e acolhedora, consigo e com os outros. E, por acreditarmos nisso, esse percurso é uma forma de contribuir para você se conectar com essas qualidades.

Calma! Não é papo motivacional não, viu. Pelo contrário. Acreditamos que não existe fórmula mágica. É preciso suar a camisa para começar a desconstruir padrões de violência que já estão enraizados em nós. E, desconstruindo esses padrões de violência, há mais espaço para brotar a empatia e a exercitarmos de forma consciente.

Para nós, a integração da empatia e da CNV é como na academia. Quando uma pessoa começa a frequentar a academia, ela não levanta 100kg em nenhum aparelho logo no início. É necessário prática e constância para, aos poucos, o corpo se fortalecer e levantar mais peso. Da mesma forma, acreditamos que o segredo para enfrentar situações desafiadoras de forma saudável é desenvolver nossa musculatura emocional e manter as práticas em dia.

Assim, esse percurso oferece aquilo que entendemos ser necessário para estimular essa semente da empatia que vive em você e ter autonomia para integrar a filosofia e prática da CNV em seu dia a dia. A seguir, apresentamos as duas partes do percurso.

Parte 1: Exploração da filosofia e dos aspectos essenciais da CNV​

Um total de 3 encontros de 4h onde abordamos a filosofia e linguagem que fazem parte da CNV, por meio da prática e ludicidade. É a preparação do terreno para seguirmos com os aprofundamentos da parte 2.

Vale ressaltar que, apesar do nome “essenciais” e anteceder o aprofundamento, essa primeira etapa já é bem profunda e desafiadora, viu?

  • O que é a CNV e onde surgiu?
  • Dimensões da CNV
  • Por que não-violência? Eu não sou violento!
  • Três tipos de comunicação
  • O processo de comunicação
  • Da reatividade à responsividade (ou, porque é possível aprender e integrar a CNV)
  • A diferença entre observações e interpretações
  • O risco das interpretações
  • O benefício das observações
  • Filtros de interpretação
  • Fechamento sobre observações e interpretações
  • Introdução às necessidades humanas universais
  • Necessidades são aspectos de nosso bem-estar
  • Necessidades são dinâmicas
  • A percepção da satisfação da necessidade é individual
  • Do que nossas violências querem cuidar?
  • Necessidades são pontes para conexão
  • Fechamento sobre necessidades
  • Introdução sobre sentimentos
  • O papel dos sentimentos
  • O custo de ignorar e oprimir sentimentos
  • Os sentimentos são meus
  • Fechamento sobre sentimentos
  • Do que é composto nosso mundo interno?
  • O caminho da autoempatia
  • Ações que cuidam de nosso bem-estar
  • Resolução do problema ou defesa de posições?
  • O conflito está nas estratégias
  • Fechamento sobre estratégias
  • Expressando-se de forma autêntica
  • Exercitando a empatia silenciosa
  • Oferecendo empatia em voz alta

 

  • Encontrando caminhos para mais clareza em nossos pedidos
  • Escutando e acolhendo os pedidos do outro
  • Combinados que cuidam de todas e todos (e da organização)​

Parte 2: Aprofundamento nas práticas de CNV com desafios do ambiente de trabalho

Uma vez que começamos a internalizar os aspectos básicos da CNV enquanto filosofia e linguagem, é hora de desafiar-se para seguir fortalecendo nossa musculatura da empatia.

Imagine que na Parte 1 começamos com exercícios mais leves para acostumar nossa musculatura e assimilar uma nova possibilidade de ser e estar nas relações. Agora, vamos começar com exercícios mais direcionados e intensos, com a intenção de preparar nosso corpo emocional para situações mais desafiadoras.

Ao total teremos 6 encontros práticos de 4h cada, abordando as temáticas abaixo.

  • Exercício de lutos e celebrações da jornada de aprendizagem
  • Identificação de possíveis parceiros de prática
  • Definição prévia de combinados de prática
  • Compreensão de fatores que dificultam a conexão com o outro
  • Reconhecimento dos próprios gatilhos e prática de autoempatia
  • Exercício de empatia silenciosa com pessoas que achamos difíceis de lidar
  • Será que aquelas pessoas que consideramos o lado oposto da trincheira são de fato tudo aquilo que pintamos?
  • É possível encontrar conexão com quem julgamos inimigos?
  • Como lidar com essas imagens no ambiente de trabalho?
  • Como estar presente numa conversa difícil?
  • É possível manter a conexão no fogo do conflito?
  • Como ser empático e não concordar, ao mesmo tempo?
  • Como lidar com as diferenças e assimetrias de poder, explícitas e implícitas, numa organização?
  • Será possível estabelecer um diálogo ‘de igual para igual’ com alguém numa posição superior da empresa?
  • Quais as responsabilidades de alguém que ocupa posições de alto poder?
  • O poder de alguém é definido apenas pelo cargo que ocupa?
  • Como lidar com aquela pessoa que faz piadas sobre características de outras pessoas?
  • É possível dialogar com quem tem atitudes e expressões preconceituosas?
  • Escutar alguém que ofende causas que defendo, me leva a deixar de ser quem sou?
  • Tem como interromper o outro sem ser mal educado?
  • E quando a pessoa parece não ter noção de que está ocupando o espaço de fala do grupo?
  • Se eu interrompo alguém, estou reproduzindo violências e silenciando o outro?
  • Só mudar a forma de falar é suficiente para termos reuniões efetivas?
  • Quais os desafios de dar e receber um feedback?
  • Existem fórmulas mágicas para o feedback perfeito?
  • Quando faz sentido pedir feedback?
  • Quando escrever é melhor que falar? E quando falar é melhor que escrever?
  • Como minimizar riscos de mal entendidos por e-mail?
  • Como aumentar a probabilidade de conexão?

Por ser um percurso totalmente experiencial e construído com participantes, pode ser que algumas temáticas se alterem, tenham mais ou menos ênfase, a depender do que o facilitador perceber no grupo e entender que pode somar ao aprendizado de todas e todos.

Sobre a facilitação

A facilitação desse percurso é desenhada para despertar a sabedoria presente no grupo, com bastantes momentos de troca e partilha entre os participantes. Se você espera respostas prontas e receitas de bolo vindas de quem facilita, pode ser que se frustre no processo.

É uma proposta prática e ativa, e não transmissiva e passiva.

Veja imagens da facilitação de turmas anteriores.

Sobre a gravação dos encontros

Os encontros não serão gravados. Dado que é um percurso prático, o conteúdo se constrói na troca entre o grupo. Além do fato de querermos cuidar da privacidade, conforto e segurança para participantes se expressarem e praticarem.

Facilitadores

Sérgio Luciano

Um mineiro que gosta de conversar, aprender com o cotidiano e escrever.

Intrigado pela complexidade das relações de poder e privilégio numa sociedade, tenho me aprofundado nesse tema pelo olhar Processwork, uma abordagem terapêutica derivada da psicologia junguiana voltada para mediação de conflitos, facilitação de grupos e autoconhecimento. Também investigo e compartilho sobre Comunicação Não Violenta desde 2014, com um olhar voltado para autodesenvolvimento e apoio à melhoria de comunicação dentro de organizações. Em 2020 comecei a estudar uma especialização para me aprofundar em psicologia complexa (junguiana).

Depoimentos

Veja alguns relatos de participantes de percursos anteriores.

Contribuiu com a clareza e o aprofundamento sobre o processo de comunicação que até então não havia tido. E destaco a consciência e a responsabilidade. Consciência para nossas escolhas, sendo a intenção de conexão ou mesmo a desconexão e a responsabilidade por ambas. Um jeito real e possível de olhar a CNV que traz alívio e desejo de continuar no percurso!
Cláudia Moreno
Mentora em Comunicação Sistêmica
Principal ajuda foi em acolher os meus momentos que não são tão legais, pensar neles de forma mais acolhedora assim eu consigo em momentos de raiva me manter mais consciente. E quando não consigo, parei de ficar em um cantinho sentindo vergonha e tentando esquecer o que houve, tem sido uma experiência interessante.
Cristiany Oliveira
Empresária
O percurso como um todo me fez ter a certeza que a prática é a única forma de entender e introjetar a CNV. É um processo longo, não há fórmulas prontas e o que serve para mim não necessariamente servirá para o outro. Outra questão que perecebi como fundamenetal é a conscientização da minhas ações; sair do piloto automático, estar toda hora, em situações cotidianas, no amor, no trabalho,; sempre estar se perguntando porque fiz isso, qual necessidade, como me sinto, isso é bom para a minha vida e para a vida do outro. Percebo que não é fácil, pois há momemntos que "sair fora do corpo" faz parte! Fazer a autoempatia..... e aí vou caminhando!
Beth Cestari
Facilitadora de grupos
Nossa, foi muito legal. Principalmente os exercícios nos pequenos grupos. Eu dei muita sorte de em geral ficar com gente bem bacana e participativa. Até no silêncio tinha participação e isso foi bem massa. A mais marcante para mim foi na dinâmica dos inimigos, porque o exemplo que eu levei pra roda mexeu muito comigo e o grupo me ajudou a humanizar os participantes e identificar os meus sentimentos e necessidades. O que eu tava precisando.
Laura França
...
As práticas para auto empatia e o processo para realizarmos uma boa comunicação. A forma fluidica como Sergio transita entre os assuntos e a tecnologia, tem sido o diferencial, pois amplia o repertorio sobre o tema.
Anônima
Analista Responsabilidade Social
Está sendo incrível. Estou tendo reflexões diárias e estou disposta a incorporar a CNV cada vez mais na minha vida pessoal e profissional. Os depoimentos (do livro e dos outros alunos), as práticas tem me feito repensar muitas atitudes e ressoado forte na minha trajetória profissional. E está bem presente a vontade de evoluir enquanto ser humano.
Anônima
Professora
Eu gostei muito das práticas e de compartilhar com os colegas. Os pequenos grupos foram muito produtivos para mim. E a coisa de compartilhar no pequeno grupo e então no grande grupo. Teve uma atividade que eu estava muito presa à minha visão de posição de inimigo, e sou muito grata: o pequeno grupo que eu estava super soube primeiro me acolher, validar meus sentimentos, me auxiliar a nomear meus sentimentos e necessidades e depois trazer a humanização do outro lado. Que me ajudou a baixar a guarda e depois resolver a situação com esses colegas.
Laura
UX Designer

Outras informações importantes

Livro CNV no trabalho

Recentemente lançamos um livro que fala justamente sobre essa temática, que acabou servindo de inspiração para a criação do percurso. A leitura dele não é obrigatória para a participação, mas talvez você ache interessante adquiri-lo.

Acesso ao novo portal da Colibri

Ao participar do Percurso de CNV no trabalho, você receberá acesso gratuito, assim que lançado, ao conteúdo básico sobre CNV (vídeo + exercícios + propostas de práticas em grupo) que colocaremos no ar ainda este ano, em nosso novo portal educacional.

O lançamento do portal é previsto para até o final de 2021 e você receberá um e-mail assim que lançado.

Perguntas frequentes

Acreditamos que ninguém melhor que o próprio indivíduo para dizer (ou certificar) o que de fato apreendeu de uma experiência e o quão seguro está para afirmar que conscientemente integra a CNV em seu cotidiano. Ademais, para nós, viver a CNV é um caminho de vida e não um momento estático. Por isso, o que oferecemos é uma experiência e espaço seguro de investigação, desenhado a partir de todo o saber que acessamos ao longo dos anos, para te apoiar na integração da CNV.

Ao mesmo tempo, entendemos que existem pessoas que acham importante receber um comprovante de que participaram da atividade. Nesse sentido, ao final oferecemos um documento que celebra a sua participação conosco e que menciona o total de horas do percurso, mas não atesta ou certifica que você é formado por nós.

Não é possível repor um encontro, tampouco assisti-lo futuramente, visto que os mesmos não são gravados.

Nosso convite é para que você se organize para participar, pelo menos, dos três primeiros encontros, que são referentes à Parte 1 do percurso e que abordam os conceitos chave do percurso. Os demais encontros serão aprofundamentos em temas específicos, que exploram nuances e aplicações numa variedade de situações dos conceitos apresentados na Parte 1.

Turmas abertas

Turma 1 - Quintas-feiras, noite

Parte 1 – Exploração da filosofia e dos aspectos essenciais da CNV

ATENÇÃO: Parte 1 consiste em três dias durante a semana e são os mesmos horários para as turmas 1 e 2.

– Os 3 encontros serão realizados das 18h10 às 22h30 (horário de Brasília)

– Reservaremos das 18h10 às 18h30 para acolher quem vai chegando e tirar dúvidas. A facilitação começará formalmente às 18h30.

Encontro 1: 10/05/2021 (segunda)

Encontro 2: 12/05/2021 (quarta)

Encontro 3: 14/05/2021  (sexta)


Parte 2 – Aprofundamento nas práticas de CNV

– Os 6 encontros serão realizados das 18h10 às 22h30 (horário de Brasília)

– Reservaremos das 18h10 às 18h30 para acolher quem vai chegando e tirar dúvidas. A facilitação começará formalmente às 18h30.

Encontro 1: 20/05/2021

Encontro 2: 27/05/2021

Encontro 3: 03/06/2021

Encontro 4: 10/06/2021

Encontro 5: 17/06/2021

Encontro 6: 24/06/2021

Preço integral: R$ 650
Preço mínimo: R$ 350

Se você recebe em EUR/USD e é domiciliado fora do Brasil, os valores são diferentes, pois levamos em consideração a diferença de poder aquisitivo. Abaixo, preço de participação em Euros.

Preço integral: 240 euros

Preço mínimo: 140 euros

Envie um e-mail para portugal@colabcolibri.com para realizar sua inscrição.

Turma 2 - Sábados, manhã

Parte 1 – Exploração da filosofia e dos aspectos essenciais da CNV

ATENÇÃO: Parte 1 consiste em três dias durante a semana e são os mesmos horários para as turmas 1 e 2.

– Os 3 encontros serão realizados das 18h10 às 22h30 (horário de Brasília)

– Reservaremos das 18h10 às 18h30 para acolher quem vai chegando e tirar dúvidas. A facilitação começará formalmente às 18h30.

Encontro 1: 10/05/2021 (segunda)

Encontro 2: 12/05/2021 (quarta)

Encontro 3: 14/05/2021  (sexta)


Parte 2 – Aprofundamento nas práticas de CNV

– Os 8 encontros serão realizados das 08h10 às 12h30 (horário de Brasília)

– Reservaremos das 08h10 às 08h30 para acolher quem vai chegando e tirar dúvidas. A facilitação começará formalmente às 08h30.

Encontro 1: 22/05/2021

Encontro 2: 29/05/2021

Encontro 3: 05/06/2021

Encontro 4: 12/06/2021

Encontro 5: 19/06/2021

Encontro 6: 26/06/2021

Preço integral: R$ 650
Preço mínimo: R$ 350

Se você recebe em EUR/USD e é domiciliado fora do Brasil, os valores são diferentes, pois levamos em consideração a diferença de poder aquisitivo. Abaixo, preço de participação em Euros.

Preço integral: 240 euros

Preço mínimo: 140 euros

Envie um e-mail para portugal@colabcolibri.com para realizar sua inscrição.

Pagamento

Para nós, o ideal é que cada cliente pague o preço integral de nossos produtos e serviços, que é definido de forma a garantir nossa sustentabilidade financeira, remuneração justa de parceiras, bem como doações de produtos e ofertas de atividades não remuneradas para instituições sociais e escolas públicas.

Ao mesmo tempo, sabemos que nem todos têm condições de pagar o preço integral. Por isso, decidimos abrir mão da lógica de negociar descontos e propomos que você faça um exercício para definir o preço que cuide de você e da Colibri. Confiamos que fará uma escolha consciente levando em consideração sua condição financeira atual, benefícios que o produto ou serviço lhe trará a curto, médio e longo prazo, dentre outros fatores que julgar relevantes.

Ou seja, caso o preço integral esteja fora das suas possibilidades, você mesmo estabelece um valor entre o preço mínimo, referente ao maior desconto que podemos oferecer, e o preço integral. É possível também escolher um valor acima do preço integral, se você se interessar em contribuir ainda mais para o trabalho que fazemos.

Comunicação Não Violenta no trabalho - Quinta à noite
Preço integral: R$650,00
Preço mínimo: R$350,00

19 em estoque

Preço integral: R$650,00

Nós usamos cookies para lhe oferecer uma melhor experiência. Ao concordar você aceita o uso de coookies de acordo com nossa política de cookies.